Últimas

NPP

Paranoá

PARANOA

Itapoã

ITAPOÃ

Paranoá

PARANOA

Paranoá Parque

PARANOA PARQUE

Coluna Português & Concursos

Marcos Pacco

Artigos

artigo

Colunistas

colunista

Entrevistas

entrevista

Cidades do DF

CIDADES DO DF

Imóveis

imoveis

Cursos

cursos

Campo

agronegocio

Empregos

emprego

Estilo

estilo

Empreendedorismo

empreendedorismo

Condomínios

condominio

Concursos

concurso

Saúde

saude

Sustentabilidade

sustentabilidade

Tecnologia

tecnologia

Amor & Sexo

amor

video_Post

video

Entretenimento

Massacre em escola de Suzano (SP) tem 10 mortes.

Nenhum comentário

Massacre em Suzano refere-se ao ataque ocorrido em 13 de março de 2019 a estudantes e funcionários da Escola Estadual Professor Raul Brasil no município de Suzano, em São Paulo. Seis estudantes e dois funcionários morreram alvejados por uma dupla de atiradores que, após o ataque, se suicidaram.[1][2]

O crime

O crime aconteceu por volta das 9 horas e 30 minutos da manhã de quarta-feira do dia 13 de março de 2019, na Escola Estadual Professor Raul Brasil, localizado na rua Otávio Miguel da Silva, no Jardim Imperador, no município de Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo.[1][3] Uma dupla encapuzada entrou na unidade escolar efetuando diversos disparados de arma de fogo. Eles abriram fogo no horário do intervalo e acertaram dezenas de pessoas. Os assassinos eram Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos.[3][4] Antes do crime, no mesmo dia, um dos assassinos postou uma série de imagens em uma rede social publicando fotos em que ele aparecia com uma máscara de caveira, portando arma de fogo e fazendo um símbolo de arma com a mão na cabeça.[5]
Segundo o Censo Escolar de 2017, a instituição possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.[1] A instituição foi isolada pela polícia, que encontrou um revólver 38, quatro jet loaders, plásticos para recarregamento de arma, uma besta, um arco e flecha tradicional e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov, uma machadinha e uma mala com fios que levou ao acionamento do esquadrão antibombas.[6]
Momentos antes de os autores do ataque entrarem na escola, por volta das 9 horas, um comerciante, (Jorge Antônio Moraes), foi baleado em uma loja de veículos nas proximidades, foi levado ao hospital mas não resistiu aos ferimentos vindo a falecer horas depois[7]. A investigação apura se há relação entre os dois crimes e sabe-se que a vítima é tio de um dos atiradores.[1]

Vítimas

Ao menos duas vítimas são funcionárias da escola. A primeira vítima a receber os disparos foi Marilena Ferreira Vieira Umezo, coordenadora pedagógica.[8] Logo após atingir as funcionárias, os atiradores se dirigiram ao pátio, atingindo vários alunos. Ao menos seis alunos do ensino médio foram vítimas, sendo que quatro morreram ainda na escola e dois no hospital. São eles:[9]
  • Marilena Ferreira Vieira Umezo, coordenadora pedagógica
  • Eliana Regina de Oliveira Xavier, funcionária
  • Pablo Henrique Rodrigues, aluno
  • Cleiton Antonio Ribeiro, aluno
  • Caio Oliveira, aluno
  • Samuel Melquíades Silva de Oliveira, aluno
  • João Vitor Ramos Lemos, aluno
23 pessoas foram levadas para hospitais próximos.[1] Duas dessas vítimas, que apresentam estado clínico mais grave, foi transferida para o Hospital das Clínicas.[3][10]

Reações

  • O governador João Doria cancelou a agenda do dia e chegou à escola em um helicóptero,[11] acompanhado do secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares, do secretário de Segurança, general João Camilo Pires de Campos, e do comandante da PM, o coronel Salles.[1] Doria e os secretários lamentaram profundamente o ocorrido.
  • Ministro da EducaçãoRicardo Vélez Rodríguez, expressou solidariedade: "Meus sentimentos às famílias. Expresso meu repúdio a essa manifestação de violência. Acompanharei de perto a apuração dos fatos".[12]
  • Ministro-Chefe da Casa CivilOnyx Lorenzoni, mandou condolências as famílias das vítimas através de sua conta no Twitter.[13]
  • Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos HumanosDamares Alves, lamentou o ocorrido e colocou o Ministério a disposição para prestar a assistência necessária.[14]
  • Rodrigo MaiaPresidente da Câmara dos Deputados, manifestou sua solidariedade as famílias das vítimas e falou que "é hora de o Brasil unir forças e competências para compreender o que houve e impedir a repetição de massacres como este".[15]
  • O governo do estado de São Paulo decretou luto de 3 dias.[16]
  • Diversas outras autoridades, políticos, parlamentares, artistas[17] e demais personalidades também lamentaram as mortes ocorridas diante do massacre na região metropolitana de São Paulo.[12]
  • A tragédia ganhou notoriedade na imprensa nacional e chamou a atenção também da imprensa internacional, sendo veiculada em jornais como BBC NewsLe FigaroFocusEl PaísThe Guardian, entre outros.[18]
  • Parte da imprensa repercute também o fato do presidente Jair Bolsonaro não ter se pronunciado sobre a tragédia até a tarde do dia 13 de março.[19] Somente 6 horas após a tragédia o presidente se pronunciou pelo Twitter, prestando condolências aos familiares das vítimas.[20]
  • Após a tragédia ser noticiada, parlamentares levantaram novamente a questão polêmica do desarmamento, bem como da ampliação na facilidade do acesso a armas de fogo no Brasil. Personalidade políticas utilizaram das redes sociais para fazerem críticas ao acesso de armas de fogo.[12][21]

Vítima de linchamento no Paranoá tentou matar morador durante roubo

Nenhum comentário

por: SP Sarah Peres – Especial para o Correio

O homem usou uma faca para assaltar um casal. Uma vítima reagiu e levou dois golpes. Ao gritar por socorro, o suspeito foi agredido por pelo menos sete pessoas




A vítima tem 23 anos, e segundo a PCDF, foi espancada após tentar roubar um casal de namorados(foto: Divulgação/Polícia Civil)
Continua depois da publicidade
vítima de um linchamento em rua pública, no Paranoá Parque, foi identificada por agentes da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). O homem tem 23 anos, é morador de Sobradinho 2, e foi atacado após cometer uma tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). O caso aconteceu entre a noite de sábado (9/3) e a madrugada de domingo (10/3). Ele foi socorrido ao Hospital Regional do Paranoá, com ferimentos no rosto, na orelha e no dedo.
Segundo o delegado Luiz Gustavo Neiva, adjunto da 6ª DP, o linchamento foi motivado pela tentativa de latrocínio. “O suspeito abordou um casal de namorados usando uma faca. Ele queria levar um celular. O homem reagiu à ação e entrou em luta corporal com o criminoso. Ele deu duas facadas na vítima de roubo, uma na altura da costela e outra no braço. Ferido, o homem gritou ‘ladrão, ladrão’ e as pessoas se juntaram em volta”, explica.
 Homem foi cercado por agressores e pisoteado até ficar desacordado(foto: Reprodução/Polícia Civil)
A vítima da tentativa de latrocínio participou das agressões. As facadas não o colocaram em risco de vida. Em um vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver a brutalidade. A filmagem tem 25 segundos e mostra o homem levando chutes e pisões na cabeça. A polícia ainda não identificou os demais envolvidos no linchamento, que só foi interrompido após um jovem tentar acalmar o grupo, que tinha cerca de sete pessoas.

Facebook e Instagram fora do ar: redes apresentam erro no Brasil e no mundo

Nenhum comentário

Sites e aplicativos das redes sociais estão instáveis; WhatsApp também tem problemas no envio de arquivos


Por Nicolly Vimercate, da Redação

Facebook e Instagram estão fora do ar na tarde desta quarta-feira (13). Não é possível comentar ou publicar conteúdo no Facebook — tanto em perfis pessoais quanto páginas. No Instagram, uma das mensagens exibidas é "Erro de rede desconhecido", a outra é "Ops. Ocorreu um erro. Estamos trabalhando para resolvê-lo o mais rápido possível". O feed da rede de fotos também parou de carregar para algumas pessoas. Segundo relatam usuários no Twitter, não é possível postar Stories, enviar Direct e há casos em que o app é desconectado e não é possível fazer login novamente. No momento, o WhatsApp também apresenta erro para enviar áudios e imagens e o Messengertambém tem falhas, mostrando apenas conversas antigas.

Os problemas ocorrem na versão web e nos aplicativos para Android e iPhone (iOS). O site Down Detector, que registra problemas de acesso em sites, indica que o pico de reclamações ocorreu a partir de 13h. Entre os países mais atingidos estão, principalmente: Brasil, Estados Unidos, França, Reino Unido e Alemanha.
Instagram apresenta "erro de rede desconhecido" — Foto: Reprodução/Instagram
No Facebook, uma das mensagens exibidas fala que o site está "fora do ar para manutenção". Também foram registradas falhas de login, erros na publicação dos posts e comentários. De acordo com os usuários, o upload de fotos também está comprometido.

A hashtag #facebookdown está nos Trending Topics do Twitter como o segundo assunto mais comentado do mundo no momento.
Procurado pelo TechTudo, Instagram e Facebook afirmaram estar inteirados do bug e trabalhando para resolvê-lo: “estamos cientes de que alguns usuários estão relatando problemas para acessar alguns aplicativos do Facebook. O time global já está trabalhando para resolver o problema o mais rápido possível”.


Essa não é a primeira vez que os aplicativos de Mark Zuckerberg têm problemas em 2019. No mês de janeiro, o WhatsApp parou de funcionar por alguns minutos. Em fevereiro, o Instagram apresentou erro para carregar o feed, além de um bug que reduziu o número de seguidores de vários usuários da rede social.

Galera da Rodinha

Nenhum comentário
Ouça um pouco da Galera da Rodinha com Eastros do Forró

EMPREGO

Nenhum comentário
TESTE DE EMPREGO

Profissão turismo – Conheça mais de 15 profissões do turismo!

Nenhum comentário

á falamos sobre vários assuntos ligados ao turismo no blog, mas nunca falamos profundamente sobre profissões do turismo. Nesse artigo vamos abordar a profissão turismo e os profissionais que trabalham na área de turismo.
Afinal viajar é tudo de bom, conhecer lugares novos, pessoas novas, novas amizades, novas culturas, comidas diferentes, quem não gosta não é verdade?
Ao mesmo tempo quem nunca sentiu inveja numa viagem de ser um guia de viagem, ser um garçom de restaurante fino, ser um recreador de eventos ou ser um gerente de hotel? Estar no lugar daquela pessoa que nos atende tão sorridente e sair daquela rotina estressante do dia-a-dia para de fato trabalhar com turismo?
Confesso que já tive essa sensação algumas vezes, principalmente em grandes viagens, como na viagem que fiz a Cancún no México, quando me deu vontade de largar tudo e começar a trabalhar atendendo os turistas no lugar daquelas pessoas, de todo dia trabalhar em um cenário paradisíaco e de trabalhar com a alegria das pessoas que estão lá curtindo suas férias passando momentos únicos da sua vida.

turismo

Essa série especial de posts aborda sobre o trabalho no turismo em geral, principalmente sobre empregos turismo e sobre as várias das profissões na área de turismo. Também aborda a situação do mercado de trabalho para cada profissão e as oportunidades de emprego no turismo trazendo inclusive algumas vagas dos sites de recrutamento e seleção do país.
Em cada artigo existe a caixa de comentários que pode ser um espaço para deixar seu e-mail para contato caso alguma empresa de turismo se interesse pelas suas habilidades. A caixa de comentários também é um espaço para as empresas divulgarem suas vagas ou buscarem a disponibilidade de vagas de turismo aqui no 
Na lista abaixo separamos mais de 15 profissões de turismo que são verdadeiras oportunidades para quem quer trabalhar na área. Fique à vontade para conhecer cada uma delas e depois nos diga em qual delas você largaria tudo para se tornar um profissional do setor.

Já classificado para o Mundial, Brasil vence a República Dominicana

Nenhum comentário

© Fornecido por Fundação Cásper Líbero Leandrinho e Varejão foram decisivos na vitória brasileira
Na noite desta segunda-feira, a Seleção Brasileira masculina de basquete encarou a República Dominicana, fora de casa, pela última partida das Eliminatórias para a Copa do Mundo, e venceu por 71 a 63. Já classificado para a competição, que acontece entre agosto e setembro na China, o Brasil assegurou o segundo lugar do Grupo F.
A vaga da Seleção foi assegurada na última quinta-feira, após um verdadeiro passeio sobre Ilhas Virgens, por 104 a 80. A segunda colocação da equipe canarinho, com nove vitórias e três derrotas no Grupo F das Eliminatórias, foi conquistada pelos critérios de desempate, que fizeram o time de Leandrinho e companhia passar a Venezuela.
O primeiro quarto do jogo foi muito equilibrado. As duas seleções se alternaram à frente do placar em diversos momentos. Contudo, os dominicanos conseguiram melhorar no final da etapa e terminaram vencendo por 20 a 17.
Já no segundo quarto, a Seleção voltou melhor e conseguiu as melhores oportunidades. Antes do intervalo, os comandados de Petrovic conseguiram virar o placar e foram para o intervalo na frente: 38 a 32.
A seleção voltou marcando bem, e em contra-ataques de turnovers manteve a frente. O Brasil carregava a República Dominicana em faltas, mas errava um lance livre atrás do outro. Em bonita jogada individual, Yago deixou dois rivais no chão e serviu Lucas Dias na bandeja. O lance foi praticamente o último de lucidez do Brasil no quarto, que terminou 50 a 48.
O período final começou com um nervosismo claro dois dois lados. o momento decisivo da partida, Leandrinho mostrou sua importância e chegou aos 13 pontos, colocando o Brasil na frente por 67 a 63, com dois minutos por jogar. O camisa 19 ainda pegou um rebote defensivo no minuto final: 71 a 63.

Flamengo tem 5 dias para argumentar contra interdição do Ninho do Urubu

Nenhum comentário

Os pedidos de interdição e de bloqueio dos bens foram apresentados à Justiça na última quarta-feira

Justiça do Rio de Janeiro concedeu ao Flamengo o prazo de cinco dias para apresentar argumentos e impedir a interdição total do Ninho do Urubu, como é conhecido o centro de treinamento situado em Vargem Grande, na zona oeste do Rio, onde ocorreu um incêndio que matou dez atletas das divisões de base e feriu outros três, em 8 de fevereiro. Nesse mesmo prazo, o clube carioca deve se argumentar contra o arresto de R$ 57,55 milhões.
Os pedidos de interdição e de bloqueio dos bens foram apresentados à Justiça na última quarta-feira pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública do Estado do Rio.
Para os dois órgãos, o centro de treinamento deveria ser mantido fechado até estar completamente regularizado perante o Corpo de Bombeiros e a prefeitura do Rio. O arresto, por sua vez, foi solicitado para viabilizar a futura indenização às famílias das vítimas.
O prazo de cinco dias foi solicitado pelo Flamengo e concedido pelo juiz Bruno Monteiro Rulière, do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos do Rio. Notícias ao Minuto

Diálogo entre Ibaneis e forças de segurança sufoca ameaça de paralisação

Nenhum comentário


Por Toni Duarte
“Eu acredito na PM e nos Bombeiros. Estamos abertos ao diálogo. O governo está trabalhando para atender o pleito, porque é assim que tem de ser. Todos juntos”, disse Ibaneis Rocha durante o encontro com dirigentes de associações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros nesta terça-feira (26/02) no Palácio do Buriti. A reunião serviu para esfriar os ânimos alimentados por movimentos que desejam a violência contra a população com a volta da “operação tartaruga” como ocorreu em 2014.
Ainda não fechou nem dois meses no comando do governo do Distrito Federal, onde tenta com muitas dificuldades colocar as contas do governo em ordem, diante do rombo bilionário deixado pela gestão passada, o governador Ibaneis Rocha, teve que agir rápido diante de uma ameaça real feita pelo Fórum das Associações Representativas dos Policiais e dos Bombeiros Militares.
O fórum é liderado pelo coronel da reserva da PM Mauro Manoel Brambilla. Nos últimos dias as associações comandadas por militares da reserva da PM e do Corpo de Bombeiros vem incitando e pregando nas redes sociais a volta da operação tartaruga.
A estratégia serviu para pressionar o governador Ibaneis a dar o mesmo percentual de aumento aos militares da mesma forma que está oferecendo a Polícia Civil que terá o salário equiparados ao da Polícia Federal.
Apesar da pressão, no entanto, o governador Ibaneis deixou claro aos presidentes de associações ligadas as forças de segurança do DF,  que não irá permitir que a PM feche os olhos  para que criminosos implantem o terror contra  a população. “Isso eu não aceito”, disse.
Quem paga com a tartaruga é o povo
Em janeiro de 2014, o Distrito Federal viveu dois meses de intensa brutalidade que se espalhou pelas cidades.
Embora com os PMs nas ruas,  no entanto os policiais eram orientados pelas as suas associações  a fazer vistas grossas para os ataques de criminosos contra a população.
Em 60 dias de operação tartaruga  a população do DF pagou caro e sofreu o diabo nas mãos da bandidagem.
A  onda de assaltos, estupros nas vias públicas, assassinatos e roubos a residências cresceu.
Os casos de homicídios e latrocínios, em regiões tranquilas como os bairros nobres de Brasília se multiplicaram e ficaram sem controle. Setores da Policia Militar sorriam com a desgraça do povo.
Os bandidos faziam a festa e a polícia fazia que não via. Uma situação repugnante e irresponsável dos líderes da operação tartaruga.
Na época,  o mesmo coronel Mauro Manuel Brambilla, presidente da ASSOR-PM/CBM e Coordenador do Fórum das Associações, uma especie de  movimento unificado dos militares, explicava para a população amedrontada e refém dos criminosos que a sua categoria estava insatisfeita com o governo Agnelo Queiroz (PT).
“A população não tem que cobrar da gente. Somos pais de família, pessoas honradas, temos compromissos financeiros e necessidades como qualquer pessoa. A população tem que cobrar do governador, que pode resolver os problemas na hora que quiser e não o faz. Ele é o responsável por toda essa situação porque é omisso”, disse ele em janeiro de 2014, em entrevista ao site de notícias Portal R7.
Os discursos inflamados dentro das corporações, que incitam a tropa a se rebelar contra a segurança da população, encheram de preocupações o governador Ibaneis Rocha.
Ele se reuniu na manhã de ontem com os comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros e associações dessas categorias para discutir o reajuste salarial.
O secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, e os deputados distritais Rafael Prudente e Hermeto também participaram do encontro. O coordenador do Fórum, o coronel  Mauro Manoel Brambilla,  apresentou o posicionamento dos militares.
Ibaneis demandou que as categorias levantem as necessidades para serem apresentadas na próxima reunião, agendada para 12 de março, às 10h, novamente no Palácio do Buriti.
Sobre as ameaças que circulam nas redes sociais com  a volta da operação tartaruga, pregada pelas  associações presentes ao encontro no Buriti o governador Ibaneis foi firme:
“ Eu aposto em solução pacífica e com diálogo. Mas  não vou aceitar que a categoria adote medidas que prejudiquem a segurança da população: “Eles têm uma legislação muito rígida e eu vou aplicá-la também, a qualquer momento, se for necessário. Eu acho que pelo lado do entendimento nós temos como evoluir muito”, disparou Ibaneis.
Por RADAR-DF

Trem que Vai ligar o DF ao Entorno começa a Rodar em Abril desde Ano!

Nenhum comentário


Trem para o Entorno começará a levar passageiros em 60 dias

O trem, com três vagões, tem capacidade para transportar 600 passageiros.
Publicado em 26/02/2019 – 17:47CB.Poder
Depois de atrasos e dificuldades para o início do projeto, o veículo leve sobre trilhos (VLT) ligando Brasília a Luziânia começará a circular em 60 dias, garantiu o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).
O emedebista se reuniu nesta terça-feira (26/2) com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para acertar questões que estavam atrasando o início do período experimental do projeto com um trem para 600 passageiros.
A previsão era de que os trens começassem a circular ainda em janeiro para o período de avaliação. O governo federal, porém, recuou no investimento de R$ 3,4 milhões que seria destinado ao projeto.
Na reunião desta terça-feira, o governador fez uma nova proposta, que foi aceita pelo ministro. O GDF entrará com R$ 2,4 milhões e o governo federal complementará com R$ 1 milhão.
“Existia um receio muito grande do Ministério em relação ao trem de Luziânia, que é um anseio muito grande da população. Conseguimos demover o ministro da ideia de fazer os estudos primeiro para já colocar em implantação o projeto”, explicou Ibaneis. “A questão toda é que o ministério vinha colocando um empecilho no que diz respeito a trazer esses vagões sem fazer esses estudos anteriormente”, acrescentou.
Segundo Ibaneis, o investimento do GDF, com a negativa do governo federal em bancar a iniciativa totalmente, justifica-se pelos benefícios que o projeto trará para a capital. “Esse é um sonho da população, que sofre muito com os engarrafamentos e com as dificuldades”, argumentou. “A partir agora nós vamos partir para a parte operacional com os convênios que têm de ser realizados”, complementou.
Os trens, que virão da Companhia Brasileira de Transporte Urbano (CBTU), ficarão seis meses em fase de teste. O trajeto terá início na rodoferroviária e terminará em Luziânia, aproveitando os trilhos já existentes. O secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz, acredita que o projeto ajudará a desafogar o trânsito. “Hoje, são 250 mil pessoas que fazem uso diário da nossa BR-040, entre ônibus e carros. São 80 mil passageiros”, frisou.
No primeiro momento, o VLT não fará paradas. O trem, com três vagões, tem capacidade para transportar 600 passageiros. Nos seis meses de testes, a velocidade será limitada a 39 km/h. “Depois desses testes e de reparos na linha e nos trilhos, ele poderá alcançar até 78 km/h”, acrescentou o secretário.
Além do primeiro trem que será usado nos testes, o GDF estuda a compra de mais um veículo para ser utilizado no trajeto para aumentar a capacidade de passageiros transportados. “Existe essa possibilidade de adquirirmos mais um trem para fazer essas viagens”, confirmou Paulo Roriz.

Fechamento do Belas Artes seria 'mais uma tragédia' na cultura, dizem artistas e frequentadores

Nenhum comentário


Caixa Econômica Federal não renovou suporte ao cinema de rua em São Paulo; prefeitura afirma que secretário se coloca à disposição para buscar solução

© direitos reservados
feito com BLOG DO ALEX ALVES