PARANOA PARQUE

ITAPOÃ

PARANOÁ

Top mais NPP

Brasilia

Você está aqui

Delmasso realiza audiência para debater ideologia de gênero na BNCC

Delmasso realiza audiência para debater ideologia de Gênero na BNCC
O deputado Delmasso (Podemos) realizará Audiência Pública para discutir a Ideologia de Gênero na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), dia 25 de outubro, às 19h, no Plenário da Câmara Legislativa.
No dia 06 de abril deste ano o Ministério da Educação entregou a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Infantil (crianças de 0 a 5 anos) e fundamental (alunos de 6 a 14 anos) ao Conselho Nacional de Educação (CNE). A BNCC apresenta as diretrizes, competências e o conteúdo que crianças e adolescentes estudantes devem saber na área de Matemática, das Linguagens e das Ciências da Natureza e Humanas. A BNCC terá validade em todo o território nacional, para escolas públicas e particulares. Ela é constituída de 60% do conhecimento básico esperado para os estudantes brasileiros. Desta forma, a sua totalidade de conteúdo deverá ser ministrada em cada escola ou sistema educacional. Os 40% restantes deverão ser completados com os conteúdos da cultura e das necessidades locais, a serem preenchidos livremente pelas escolas e sistemas de ensino.
Delmasso é presidente da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara Legislativa e defende a manutenção da família com a criação de políticas públicas para o fortalecimento da base familiar, essa é uma das bandeiras do seu mandato. Pensando nisso, ​apresentou projetos de Lei que visam resgatar os valores familiares como o “Estatuto da Família”, que assegura o direito de liberdade dos pais e responsáveis em educar seus filhos com os princípios e valores morais, sem a intervenção do Estado, principalmente, descartando a ideologia de gênero.
O deputado afirmou que querem desconstruir que o homem e a mulher nascem com sexo biológico definido e implantar esse conceito pela área que mais atinge as pessoas: a educação. “Foram produzidos materiais didáticos de diversas matérias, para crianças a partir de seis anos com modelos familiares diferentes dos que conhecemos, usando o pretexto de que é uma forma de acabar com o preconceito”, concluiu Delmasso.
Em desacordo com o que é ensinado em escolas com determinação da justiça, baseado na constituição e pregado em igrejas por líderes religiosos, teóricos da “ideologia de gênero” afirmam que ninguém nasce homem ou mulher, mas que cada indivíduo deve construir sua própria identidade, isto é, seu gênero, ao longo da vida. “Homem” e “mulher”, portanto, seriam apenas papéis sociais flexíveis, que cada um representaria como e quando quisesse, independentemente do que a biologia determine como sexo masculino e feminino.

Segundo o professor da Rede Municipal de Educação de Goiânia, da primeira fase do ensino fundamental, mestre em letras e linguística (UFG), Orley José da Silva, a ideologia de gênero não deve ser incluída na BNCC. “ Esse tema é apresentado na BNCC, que é destinada à educação de crianças de zero a 14 anos, como essencial para eliminação do preconceito social contra modelos alternativos familiares e de orientação sexual. Mas os argumentos apresentados, além de não confirmarem essa intenção, são contraditórios porque partem da promoção de um novo modelo de sujeito e de sociedade que, necessariamente, passam pela desconstrução familiar patriarcal, pela redefinição da identidade e dos papéis sociais dos homens e das mulheres e pelo ataque frontal à heteronormatividade.
A presença da ideologia de gênero na BNCC atende aos interesses daqueles que buscam construir, a partir das crianças e adolescentes de hoje, um novo mundo ou um novo modelo de sociedade. Nesse novo ambiente, a sexualidade e a formação familiar seriam fluídas, diferentes do modelo estável, forjado nos últimos milênios, por influência das culturas judaica e cristã.
Fonte: Rodrigo Delmasso

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Curtir ALEX ALVES

ALEX ALVES

Postagem em destaque

Falta de Paradas e ônibus lotado, é o que os moradores da cidades coirmãs do Paranoá enfrentam todos os dias!

Nesta quarta-feira (25) mostramos a realidade de muitos moradores que utilizam o transporte público no Paranoá, mostramos que as cidade...

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas

Vizualizações